Teu agir

| Nenhum comentário · Comentar

Já é tempo de partir
Chegou o tempo de ir
A prova já findou, acabou
E em ti eu permaneci

Confesso, errei
Pensando que era para sempre
Que tinha o pé no chão
Mas tu sempre soubes que não

Entendo, foi teu propósito
Árdua tarefa de, em tua palavra
Ajudar, apoiar e orientar
Estruturar, mesmo sendo o nada

Mas eu soube, Senhor, pois tu dissestes
Que ao final do mar, a onda quebraria
E uma grande cobra me atacaria
E estar sozinho, eu deveria

Mas eu sei, Deus meu
Que toda onda volta de mansinho
Deixando todo o rastro, a sujeira
Mas silenciosamente, volta.

E eu sei, Pai, pois tu dissestes
Que aquilo que sujasse meu caminho
Também o iria limpar
Pois teu propósito em minha vida é grande

Eu sei disso, pois tu dissestes:
Há pessoas mortas e sem ti
Precisando de vivos em ti.

"Estou aqui, envia-me"

markinhos.com