Pequenas Percepções

| Nenhum comentário · Comentar

Por vezes tenho sentimentos esquisitos, que me trazem agonia. Penso na morte, e sei que um dia isso acontecerá comigo. Um dia eu irei morrer. Um dia todos que estão vivos hoje, morrerão. Sinto-me pequeno, inútil. Às vezes consigo perceber com clareza qual é o estado de cada pessoa. Por quais desertos andam suas mentes.

Ateus. Sinto pena de pessoas assim. Elas são as que andam por desertos ainda mais secos. Mas o fazem pior: eles fabricam suas correntes e se prendem nesse deserto. Figurativamente as correntes são argumentos. Esses argumentos são, em primasia, lógicos; mas realmente são construídos na areia. Mero jogo de palavras.

Sei que muitas pessoas me julgam por meus ideais religiosos. Sei disso. Elas acham que a religião é uma venda nos olhos.

Mas é somente conhecer quais são esses ideais para perceber que o que dizem não faz o menor sentido. Os principais ideais religiosos que o cristianismo prega é amor, paz e solidariedade.

Penso: pra que, então se revoltar contra sentimentos universalmente bons?

Muita ausência de vida que essas pessoas têm.

Vivo essa certeza, e por vezes sinto coisas estranhas. Não consegui expressar neste post e viajei um pouco no texto, mas valeu pelo pensamento.

markinhos.com