Tropeços Racionais

| 2 comentários · Comentar
Há muito tempo tenho acompanhado jovens cristãos se fartando de dois aspectos negativos: murmuração e sublimidade de sabedoria humana. É um turbilhão de críticas e contradição a respeito de tudo o que se faz na casa de Deus. É uma enxurrada de logicismo e eloquência para definir o Todo Poderoso e suas diretrizes, os caminhos certos ou errados dentro da igreja

Isso para o mundo é de extrema importância, pois é muito produtivo que lancem contradições e mais contradições em busca da verdade das coisas. É super importante o valor das anti-teses, pois só assim pode se verificar o quanto algo está certo. Para medir a verdade.

Mas para os cristãos, essas grandiosas suposições e incríveis conexões neurológicas, estupendos caminhos de lógica e conhecimento não servem para nada, e por dois motivos.

O primeiro é que você só contradiz algo se acha que esse algo está errado. Só faz isso para buscar a verdade. E por que motivo você ainda procura? Jesus é a verdade! Fim! E por mais queiramos saber qual é a doutrina certa e que devemos seguir, saiba que isso é uma busca inútil. Siga a Jesus. Não siga a doutrina. Doutrina é tão humana que existem várias, uma se contradizendo com a outra. Apenas é feita para separar humanamente os escolhidos e fornecer uma estrutura para você buscar a verdadeira santificação.

Siga Jesus. A maior doutrina é o amor.

O segundo motivo é que Deus não é um ser humano, e tudo quanto tem a interferência d'Ele é dimensionalmente maior, e racionalmente indiscutível. Ora, se Deus fosse algo discutível não haveria razão para serví-lo. O que nos dá a certeza de que devemos adorá-lo é pelo simples fato de que Ele é perfeito e maior do que tudo, do que todos e do que qualquer pensamento.

É tão perfeito que capacita aquele que é escolhido, e não usa critério de capacidade para escolher. É tão perfeito que levanta o desprezado, só para revelar o que Ele pode fazer e que não há limites para o seu poder. Usa a loucura para confundir os sábios, provando que a sabedoria humana não é nada perante Ele.

O nosso Deus não um substantivo, é um verbo. E o máximo de compreensão de quem Ele é se encontra em Êxodo 3 versículo 14: "Eu sou o que sou".

Portanto, se você pensa que tem razão em ficar discutindo ardentemente sobre costumes e avidamente sobre o que ou quem tem a presença de Deus, tenha a certeza de que pelo menos a tua vida está totalmente reta perante os olhos do Senhor e tudo quanto você fala foi balbuciado pelo Senhor aos teus ouvidos.

Do contrário a sua sabedoria é apenas a humana, e o que você deve fazer é procurar mais pela presença do Senhor e por visão espiritual. E repreenda suas próprias palavras e pensamentos, pois é esse espírito de discussão que hoje tem derrubado muitos jovens da presença do Senhor.

Somos a geração que precisa se preocupar mais em unir-se, e afastar qualquer poeira de desentendimento.

Somos uma geração que unida pode estender uma grande mão de clamor por fogo dos céus.

Somente unida.

Permaneneça com Deus.

markinhos.com