Sal

| Nenhum comentário · Comentar
(publicado pela primeira vez em 03.01.2009)
Que coisa esquisita é essa
Que faz meu coração acelerar?
Que me faz querer chorar?
Que me faz querer me antisocializar?

O que é isso,
Que me leva a querer chorar
Me faz tão mal, agonizar
Em querer e não poder

Me amortece por completo
Me tráz lembranças do que a gente passou
E calafrios de quando acabou
Eu, imóvel, incapacitado, usurpado

Sem forças, sem ânimo
Apenas no pensamento
Pensando o passado
Desconforme com o presente

Sem fôlego, desacreditado
Tua imagem suga minha alma
Acelera meu coração
Me choca os sentidos

Sem mais, ficarei perdido
Até tua mesma imagem
Que hoje me dilacera
Devolver meus desejos

O que sinto não é doce,
Me aprisiona, mas me sustenta
O que sinto é sal
É o Sal da liberdade
Sau-dade


markinhos.com