olhos

| Nenhum comentário · Comentar
Olhos que me olham
Abertos, coloridos, lindos
Mas que nada mais o fazem
Além de somente olhar-me

Olhos que cegos me olham
E acham o que querem achar
Não o que quero mostrar
Nem vêem o amor que em mim há.

Olhos 'azuis-piscinas' rasos e superficiais
Que inibem a vontade de neles mergulhar
De sentir, admirar, aprofundar
Olhos que tão somente querem olhar.

Olhos midiáticos, estagnados
De máquinas que aprendem a racionalizar
E desaprendem o sentir
Deixando de amar, de lacrimejar

Olhos que não vêem a beleza do simples,
E almejam quem almeja exteriorar o fútil.
Olhos que constantemente se perdem
e de vez em quando admiram quem consegue amar

Olhos.

Olhos, são só olhos que me olham
Fechados, amargos, cegos
E tudo o que somente fazem
é robóticamente olhar-me.
markinhos.com